"Homem-árvore" de Bangladesh retorna ao hospital

Um homem de Bangladesh, conhecido como "homem-árvore" por suas verrugas em forma de casca nas mãos e pés, voltou para um hospital em Daca, onde será submetido a novas cirurgias para removê-las, informaram seus médicos nesta terça-feira.

Acredita-se que menos de uma dúzia de pessoas no mundo têm esta rara doença genética da pele, a epidermodisplasia verrucosa. Mas em Abul Bajandar, de 28 anos, a doença é particularmente agressiva.

Abul Bajandar já passou por 25 cirurgias desde 2016. As excrescências deformam suas mãos a ponto de não poder utilizá-las e há anos ele não consegue trabalhar.

Mais de uma vez, os médicos do hospital universitário de Daca acreditaram que o jovem de 28 anos estava curado. Mas as verrugas sempre voltaram.

"Sua condição se deteriorou e acho que novas operações serão necessárias", disse Samanta Lal Sen, cirurgiã do hospital.

"As verrugas cresceram em novos lugares em meus pés e minhas mãos (...) Espero que os médicos possam me curar completamente desta vez", disse ele à AFP.

"Recebi o amor de meus compatriotas e da nossa primeira-ministra. Acredito que um dia serei capaz de viver como um homem normal", acrescentou.

Este mesmo hospital de Daca tratou em 2017 uma jovem bengali que sofria a mesma condição.

Os médicos retiraram todas as excrescências, mas depois voltaram a aparecer em outros lugares. Sua família decidiu encerrar seu tratamento e levou-a para sua aldeia.

sam/sa/np/qan/pa/zm/mr

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais