Militares israelenses dizem ter 'neutralizado' agressor na Cisjordânia

Um palestino atacou um soldado israelense e foi "neutralizado" na segunda-feira à noite (21) no norte da Cisjordânia ocupada - disseram os militares israelenses, sem especificar se o homem ficou ferido, ou faleceu.

Fontes palestinas informaram que o homem morreu.

O Exército hebreu disse que, "de acordo com os primeiros elementos da investigação, o homem chegou de carro a Nablus, deixou o veículo e tentou esfaquear um soldado que estava em um posto de controle vizinho".

"Outro soldado respondeu abrindo fogo contra o terrorista e o neutralizou", afirmou o Exército, acrescentando que nenhum soldado ficou ferido neste incidente.

O Ministério palestino da Saúde e fontes de Segurança palestinas disseram que o indivíduo faleceu, após receber disparos de soldados israelenses. Também não relatou as circunstâncias do óbito.

O homem foi identificado nesta terça como Mohamed Adwe, de 36 anos.

Território ocupado por Israel há mais de 50 anos, a Cisjordânia é palco recorrente de ataques contra soldados, ou colonos israelenses.

As tensões aumentaram em dezembro na Cisjordânia, em um contexto em que as hostilidades entre os palestinos e as forças israelenses diminuíram na Faixa de Gaza, outro território palestino.

 

is/he/jlr/pa/zm/tt