Papa pede mais justiça em mundo dividido por nacionalismos

Líder se reuniu com delegação da Igreja Luterana da Finlândia

(ANSA) - O papa Francisco recebeu neste sábado (19), no Vaticano, a delegação da Igreja Luterana da Finlândia, e pediu aos cristãos um compromisso de oração e justiça diante de um mundo dividido por nacionalismos.

"Num mundo dilacerado pela guerra, pelo ódio, pelo nacionalismo e pela divisão, a oração comum e o compromisso com uma maior justiça não podem ser adiados, são omissões que não podemos permitir", declarou.

Macaque in the trees
Papa Francisco (Foto: Arquivo)

Francisco lembrou que a "justiça não pode ser feita sozinha", ela é "solicitada e procurada em conjunto". "Quando rezamos juntos, quando anunciamos o Evangelho e servimos os pobres e os necessitados, nos reencontramos no caminho e o próprio caminho progride para a meta da visível unidade", acrescentou. Para Jorge Bergoglio "o compromisso comum a favor do ecumenismo é um requisito essencial da fé que professamos, uma exigência que vem da nossa própria identidade como discípulos de Jesus".