Seis civis morrem em bombardeios da coalizão antijihadista na Síria

Seis civis, entre eles quatro crianças, e 10 combatentes do Estado Islâmico (EI) morreram na noite desta sexta-feira em bombardeios da coalizão antijihadista internacional contra o último reduto do grupo no leste da Síria, segundo uma ONG.

"Os bombardeios, contra prédios residenciais da localidade de Baghuz, província de Deir Ezzor, mataram 10 combatentes do EI e seis civis, entre eles quatro crianças", afirmou neste sábado à AFP o diretor do Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH), Rami Abdel Rahman.

Os ataques aconteceram três dias depois de um atentado em Manbij (norte) reivindicado pelo EI, em que morreram 19 pessoas, entre elas quatro americanos.

A coalizão antijihadista, liderada pelos Estados Unidos, não comentou os bombardeios, e sempre negou ter civis como alvo.

"Os bombardeios continuam, e se intensificaram desde o atentado de Manbij", cidade sob o controle da coalizão antijihadista e das Forças Democráticas Sírias (FDS), aliança curdo-árabe, afirmou Rahman.

A aviação da coalizão intervém na Síria em apoio às FDS, que realizam, desde setembro, uma ofensiva contra o último reduto do EI no leste daquele país, fronteira com o Iraque.

 

bek/all/erl/age/lb