EUA manterão operações aéreas na Síria enquanto suas tropas permanecerem

O Exército americano continuará sua campanha aérea na Síria pelo menos no curto prazo, enquanto houver tropas em terra - anunciou o Pentágono nesta quinta-feira (20), um dia depois de Donald Trump declarar ter vencido o Estado Islâmico (EI).

Trump surpreendeu o establishment americano e os aliados internacionais na quarta-feira (19), quando anunciou a retirada de todas as tropas americanas da Síria.

Ele não mencionou, porém, a campanha aérea, por meio da qual Estados Unidos e países aliados como França e Reino Unido passaram anos atacando alvos do EI em todo país.

"Enquanto houver tropas em terra, faremos ataques aéreos em apoio às nossas forças", disse a porta-voz do Pentágono, Rebecca Rebarich, à AFP.

"O que acontecerá depois da saída das tropas... Não especulamos sobre operações futuras", acrescentou.

Um funcionário da Defesa americana disse à AFP que "não há muita clareza acerca da futura situação".

"O que fizermos na campanha aérea dependerá da situação em terra e do que fizerem os sócios e aliados que continuarem lutando contra o EI", acrescentou.

França e Reino Unido confirmaram que continuarão as operações contra o Estado Islâmico.

wat/ch/lb/mls/cc/tt