Jornal do Brasil

Internacional

Cada membro do Parlamento britânico tem responsabilidade no Brexit, diz May

Jornal do Brasil

Em mais uma rodada de perguntas e respostas no Parlamento britânico, a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, enfatizou a responsabilidade de cada congressista com o Brexit, enquanto lidava com as críticas da oposição. "Se queremos evitar um Brexit sem acordo, precisamos votar esse acordo", afirmou, referindo-se ao texto já discutido com a União Europeia. May enfrenta uma dura resistência no Parlamento britânico ao acordo negociado com a União Europeia, mas se mantém firme na busca por apoio dos parlamentares.

Ela comentou que ainda estão sendo realizadas conversas com a União Europeia, a fim de promover maior transparência nos procedimentos a serem adotados após a saída do Reino Unido do bloco, prevista para 29 de março de 2019. Respondendo a ataques do líder do Partido Trabalhista, Jeremy Corbyn, May ressaltou: "A oposição não tem um plano para o Brexit e precisa aceitar sua responsabilidade em entregá-lo ao povo britânico."

Após iniciar seu discurso desejando um feliz Natal e próspero Ano Novo, inclusive a Theresa May - comentário que provocou risos dos parlamentares e da própria premiê - Corbyn voltou a pressionar May por uma data para a votação, reforçou que não aceitará as condições previstas para o backstop (mecanismo para evitar uma fronteira física entre as Irlandas) e acusou o governo de estar "mergulhando o país em uma crise nacional". "O que ela está fazendo é uma gasto criminoso de dinheiro", disse, acrescentando que May é "irresponsável" e que está arriscando empregos.

A primeira-ministra rebateu afirmando que é responsabilidade do governo preparar um plano de contingência para o caso de um Brexit "sem acordo" e destacou que, se Corbyn deseja evitar este cenário, ele deveria votar pelo acordo.