Jornal do Brasil

Internacional

Moscou quer 'diálogo concreto' com Washington sobre tratado de mísseis nucleares

Jornal do Brasil

A Rússia declarou, neste sábado (15), que está aberta a um "diálogo concreto" com os Estados Unidos sobre o Tratado de Mísseis Nucleares de Médio Alcance (INF), assinado em 1987 e do qual Washington ameaçou se retirar.

O ministro da Defesa russo, Serguei Shoigu, enviou na quarta-feira uma carta ao seu colega americano, Jim Mattis, na qual pede esse diálogo, mas ainda não recebeu uma resposta formal, informou Moscou.

"Tudo isso reflete a relutância dos Estados Unidos a respeito de um diálogo racional e profissional com a Rússia para resolver os problemas urgentes de segurança regional e internacional", apontou o ministério em um comunicado.

Os Estados Unidos deram um ultimato à Rússia no início de dezembro, concedendo às autoridades russas dois meses para se adaptarem ao INF. Caso contrário, avisaram que se retirariam do acordo.

Washington e a Otan acusam Moscou de violar o INF por meio de um novo sistema de mísseis, acusações consideradas "infundadas" pelas autoridades russas.

O tratado INF, assinado pelos presidentes soviético Mikhail Gorbachev e americano Ronald Reagan proíbe o uso de todos os tipos de mísseis com um alcance de 500 a 5.500 quilômetros

pop/lch/eb/age/mr