Jornal do Brasil

Internacional

Forças apoiadas por Washington expulsam o EI de reduto no leste da Síria

Jornal do Brasil

Uma força síria liderada por combatentes curdos e apoiada pelos Estados Unidos expulsou nesta sexta-feira o grupo extremista Estado Islâmico (EI) de Hajin, principal localidade de seu último reduto no leste da Síria.

As Forças Democráticas Síria (FDS) iniciaram em setembro uma ofensiva contra o reduto extremista na província de Deir Ezzor, perto da fronteira com o Iraque.

Nesta região, o EI controla apenas as localidades de Soussa e Al Shaafa.

"Após uma semana de intensos combates e ataques aéreos, as FDS conseguiram expulsar o EI de Hajin", afirmou Rami Abdel Rahman, diretor da ONG Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH).

A operação acabou durante a madrugada, explicou, um dia após o deslocamento das FDS nesta localidade do Vale do Eufrates.

Os últimos combatentes do EI estavam confinados na quinta-feira em uma rede de túneis e nos limites de Hajin, que fica a 30 km da fronteira iraquiana.

O setor controlado pelo EI nesta região é o último reduto do "califado" autoproclamado em 2014 pelo grupo extremista entre a Síria e o Iraque.

Abdel Rahman afirmou que 17.000 combatentes das FDS estão envolvidos na ofensiva para expulsar o EI do reduto.

 

rh/jmm/tp/feb/es/ra/fp