Indonésia pode condenar 5 suspeitos de tráfico à morte

A polícia da Indonésia afirmou nesta quinta-feira (13) que alguns dos cinco estrangeiros que foram presos por tráfico de drogas entre os dias 30 de novembro e 4 de dezembro na ilha turística de Bali podem ser condenados à morte. O anúncio foi feito em entrevista coletiva realizada na cidade de Denpasar, capital da província de Bali.
As autoridades detiveram, em cinco operações separadas, um cidadão peruano, um alemão, um britânico, um chinês e um malaio que carregavam cocaína, comprimidos de ecstasy, maconha e cetamina, medicamento anestésico usado sob orientação médica.
A Indonésia tem severas leis antidrogas e conta com dezenas de condenados por tráfico no corredor da morte. As últimas execuções aconteceram em 2016, quando um indonésio e quatro estrangeiros foram mortos por um pelotão de fuzilamento.
Entre os suspeitos, que não foram identificados, o peruano foi preso por portar quatro quilos de cocaína escondidos em uma mala de viagem, no valor estimado de US$ 700 mil (R$ 2,6 milhões). O britânico foi detido após ter recebido 31 quilos de óleo de cannabis (maconha) pelo correio e o alemão teria tentado embarcar em um avião para Bangkok, na Tailândia, com 2,6 quilos de haxixe.
O cidadão chinês foi preso com 200 comprimidos de ecstasy e pó de cetamina e o malaio portava pequenas quantidades de maconha e ecstasy no momento da detenção.