Jornal do Brasil

Internacional

Manifestante dos 'coletes amarelos' morre na França

País enfrenta duas crises: protestos e atentado terrorista

Jornal do Brasil

Um manifestante do movimento "gilets jaunes" de 23 anos de idade foi atropelado por um caminhão e morreu na madrugada desta quinta-feira (13), em Avignon, na França, informou a emissora BFM TV.

O motorista, um homem de 26 anos, está detido e será mantido sob custódia. Com isso, sobe para seis o número de mortos nas manifestações dos "gilets jaunes", iniciadas em meados de novembro contra o aumento no preço do combustível.

Os protestos ganharam repercussão e atraíram também eleitores descontentes com as políticas econômicas e sociais do presidente Emmanuel Macron.

Para se manter no governo e tentar acalmar os ânimos, Macron anunciou, nesta semana, uma série de medidas, como um aumento de 100 euros no salário mínimo, isenções fiscais e a manutenção do preço do combustível. Mesmo assim, uma parte dos líderes dos "gilets jaunes" insiste em continuar os protestos.

Hoje, o governo fez um apelo para que os "gilets jaunes" fossem solidários e evitassem novas manifestações nos próximos dias, devido ao atentado terrorista contra um mercado de Natal em Estrasburgo, na última terça-feira (11), que deixou ao menos três mortos e 16 feridos.

Em meio a duas crises políticas, as forças de segurança da França têm sido obrigadas a atuar em dobro por todo o país.