Jornal do Brasil

Internacional

Polícia do Quênia prende suspeito de sequestrar italiana

Silvia Romano, 23, foi raptada no dia 20 de novembro

Jornal do Brasil

A polícia do Quênia prendeu um dos três suspeitos de serem os autores materiais do sequestro da italiana Silvia Romano, ocorrido na noite de 20 de novembro, no vilarejo de Chakama, no litoral do país africano.

Segundo o site "Daily Nation", trata-se de Ibrahim Adan Omar, que foi detido na noite do último domingo (9), em Bangale, no condado de Tana River. Segundo uma fonte policial, o suspeito estava armado com um fuzil AK-47 e cerca de 100 munições.

As autoridades ainda buscam outros dois suspeitos, Yusuf Kuno Adan e Said Adan Abdi, e ofereceram recompensa de 1 milhão de xelins (cerca de R$ 37 mil) por informações que levem à captura dos dois homens.

Até o momento, mais de 20 pessoas foram detidas por suspeita de ligação com os sequestradores, mas o rapto ainda não foi reivindicado por nenhum grupo. Romano, 23 anos, é voluntária da ONG italiana "Africa Milele" e teria sido levada para uma floresta nos arredores do rio Tana.

As autoridades quenianas suspeitam de grupos terroristas da vizinha Somália.