Jornal do Brasil

Internacional

EUA começará a retirar tropas da fronteira com México

Militares haviam sido enviados às vésperas de eleições

Jornal do Brasil

O Departamento de Defesa dos Estados Unidos começará a retirar parte das tropas que o presidente Donald Trump havia enviado à fronteira com o México para bloquear a caravana de migrantes proveniente da América Central.

Os primeiros militares deixarão a região já na próxima semana.

Segundo a imprensa americana, 2 mil do 5,4 mil soldados alocados na fronteira devem retornar para as festas de fim de ano. O número de migrantes já diminuiu, e as intervenções logísticas, como a construção de barreiras metálicas, foram concluídas.

Os militares haviam sido enviados às vésperas das eleições legislativas de meio de mandato, quando Trump tentou usar a "linha dura" contra a caravana como cavalo de batalha na campanha. Apesar disso, o Partido Republicano perdeu o controle da Câmara para os democratas, embora tenha mantido o domínio do Senado.

Nas últimas semanas, a fronteira foi palco de confrontos entre migrantes que tentavam entrar nos EUA e as forças de segurança, que chegaram a usar bombas de gás lacrimogêneo para contê-los.

Trump já ameaçou fechar a divisa permanentemente e diz que a caravana é formada por "criminosos".