Jornal do Brasil

Internacional

Itália apura atuação de quadrilha antes de tumulto em boate

Grupo teria usado spray de pimenta para roubar e escapar

Jornal do Brasil

A Itália investiga a suposta atuação de uma quadrilha de assaltantes antes do tumulto que matou seis pessoas e feriu mais de 100 em uma discoteca no último sábado (8).

A tragédia ocorreu na boate Lanterna Azzurra, em Corinaldo, no centro-leste do país, onde acontecia um show do rapper Sfera Ebbasta. Segundo fontes ligadas ao inquérito, ganhou força a hipótese de que uma quadrilha de jovens assaltantes estivesse presente na discoteca.

O grupo teria usado spray de pimenta - suposto causador do tumulto - para roubar objetos como celulares e correntes e conseguir fugir, um fenômeno crescente na Itália, especialmente em casas noturnas. Três pessoas, incluindo um menor de idade, já foram detidas, mas por posse ilegal de drogas.

O adolescente foi indicado por alguns jovens como responsável por lançar o spray de pimenta que teria causado a confusão. O gás teria provocado pânico na multidão, que, ao tentar fugir, acabou derrubando uma balaustrada e pisoteando muitas pessoas.

Os outros dois detidos seriam um homem de 27 anos e sua namorada, que teriam ligação com o jovem.

O balanço contabiliza seis mortos, incluindo cinco adolescentes de 14 a 16 anos e uma mãe de 39 que acompanhava a filha de 11 no show de Sfera Ebbasta. Mais de 100 pessoas ficaram feridas, sendo que seis estão em estado grave, com traumatismos cranianos e torácicos.

Confusões provocadas por spray de pimenta não são algo inédito na Itália. Em junho de 2017, um episódio semelhante deixou uma mulher morta em uma concentração de torcedores da Juventus na Praça San Carlo, no centro de Turim, onde telões transmitiam a final da Liga dos Campeões da Europa.

Além disso, cerca de 30 estudantes tiveram de ser socorridos em uma escola de Pavia, no norte da Itália, nesta segunda-feira (10), por causa de uma confusão envolvendo spray de pimenta. O Ministério Público também investiga se a Lanterna Azzurra estava superlotada, embora haja divergências a respeito do número de pessoas presentes no show, e se houve falhas no esquema de segurança