Jornal do Brasil

Internacional

Peruanos vão às urnas votar em referendo sobre reformas constitucionais

Jornal do Brasil

Os peruanos começaram a votar, neste domingo (9), em um referendo sobre reformas constitucionais destinadas a frear a corrupção - informaram as redes de televisão locais.

Mais de 24 milhões de cidadãos devem votar "sim", ou "não", para quatro propostas de reforma constitucional lançadas pelo presidente Martín Vizcarra. Entre elas, está a que proíbe a reeleição dos 130 integrantes do Parlamento unicameral, em julho de 2021.

O referendo coincide com o segundo turno das eleições de governadores em 15 das 25 regiões do Peru. Este ano, o país viveu várias turbulências políticas e escândalos, como a renúncia de Pedro Pablo Kuczynski à presidência em março e o pedido de asilo do ex-presidente Alan García, rejeitado pelo Uruguai há seis dias.

Esta será a primeira vez que se reformará, por meio de um referendo, a Constituição em vigor desde 1993.

Um dos primeiros a votar, na cidade de Moquegua, foi o presidente Vizcarra. Ele lançou essas propostas em 28 de julho passado, em resposta a um escândalo de corrupção no Poder Judiciário, e que o Congresso dominado pela oposição aprovou a contragosto.

Cerca de 50.000 militares e 20.000 policiais foram mobilizados para garantir a ordem neste domingo.

 

fj/lda/tt