Jornal do Brasil

Internacional

Governo francês investiga contas falsas na web sobre 'coletes amarelos'

País registra protestos com milhares de pessoas há semanas

Jornal do Brasil

As autoridades francesas intensificaram as verificações sobre a multiplicação de contas falsas nas redes sociais, as quais teriam o objetivo de amplificar a contestação do movimento dos "coletes amarelos" - disseram no sábado (8) fontes ligadas à investigação.

Segundo o jornal britânico "The Times", existem centenas de contas falsas alimentadas pela Rússia que buscam gerar uma maior repercussão dos protestos dos "coletes amarelos".

Os serviços de Inteligência franceses estão atentos à manipulação de informação, mas ainda é muito cedo para se pronunciar sobre a matéria publicada pelo "Times", disse uma fonte próxima.

É uma questão que requer investigações complexas e pesadas, completou.

De acordo com a mesma fonte, a Secretaria Geral de Defesa e Segurança Nacional é responsável por coordenar as verificações.

Segundo "The Times", que cita análises feitas pela empresa de cibersegurança New Knowledge, cerca de 200 contas do Twitter divulgam fotos e vídeos de pessoas gravemente feridas pela polícia, que seriam "coletes amarelos", mas as imagens remontam, na verdade, a acontecimentos que não têm a ver com os protestos registrados na França nas últimas semanas.

>> Chanceler diz a Trump para não se meter nos assuntos franceses

>> Monumentos reabrem em Paris e lojas avaliam danos após mais um protesto violento

grd-fmp/tib/sba/sgf/tt