Jornal do Brasil

Internacional

Única vítima adulta de discoteca na Itália deixa 4 filhos

Eleonora Girolimini, 39, acompanhava filha de 11 em show

Jornal do Brasil

Eleonora Girolimini, 39 anos, única vítima adulta do tumulto na discoteca "Lanterna Azzurra", em Corinaldo, no centro-leste da Itália, deixou quatro filhos, incluindo a menina de 11 anos que ela havia levado ao show do rapper Sfera Ebbasta.

Residente na vizinha Senigallia, na costa do Mar Adriático, Girolimini é filha do dono de um famoso restaurante da cidade. Ao menos outras duas vítimas também viviam no mesmo município litorâneo.

Daniele Pongetti, 16, era filho de um funcionário da Prefeitura local e jogava futebol nas categorias de base do clube amador AS Senigallia. Emma Fabini, 14, era filha do dono de uma farmácia.

Já Mattia Orlandi, 15, era de Frontone, 40 quilômetros a oeste de Corinaldo, e havia ido à discoteca de ônibus. "Era a segunda vez que ele ia. Agora ninguém vai me devolver meu filho", disse o pai do jovem, Giuseppe Orlandi, ao sair do obituário da capital provincial Ancona, acrescentando que "essas coisas só acontecem na Itália".

"Minha vida e a da minha esposa acabaram", lamentou. As outras duas vítimas são Asia Nasoni, 14, e Benedetta Vitali, 15.