Jornal do Brasil

Internacional

França: 31.000 'coletes amarelos' protestam, 700 pessoas foram detidas

Jornal do Brasil

Cerca de 31 mil membros dos "coletes amarelos" protestam na França, e mais de 700 pessoas foram detidas neste sábado (8), o quarto consecutivo de manifestações do coletivo antigoverno, informou o secretário de Estado do Interior, Laurent Nuñez.

Em Paris, onde houve conflitos entre manifestantes e policiais. Pelo menos oito mil pessoas participavam dos protestos e 575 foram detidas, disse Nuñez à emissora France 2. Os números são similares aos da semana passada.

A tensão aumentava perto da Champs-Élysées, onde a polícia lançou gás lacrimogêneo contra os "coletes amarelos", que enfrentam os agentes aos gritos de "Macron renúncia!". Às 10h25 locais, a polícia disparou vários projéteis de gás lacrimogêneo para conter manifestantes, em uma rua adjacente ao Champs-Élysées, perto do Arco do Triunfo. Cerca de 1.500 pessoas se manifestavam na célebre avenida parisiense, segundo a prefeitura de Paris.

>> Facebook e 'fake news' alimentam os 'coletes amarelos' na França

>> Com protestos na França, Trump volta a atacar Acordo de Paris sobre o clima

Autoridades fazem batidas nas estações de trem e nos pontos estratégicos da capital, onde se reúnem os manifestantes do movimento. Em todo país, foram instauradas medidas de segurança excepcionais, sobretudo, em Paris. As cenas de guerrilha urbana na capital francesa no último sábado rodaram o mundo.

Cerca de 90 mil policiais estão espalhados por todo território. Além disso, pela primeira vez em mais de uma década, veem-se na capital veículos blindados da Gendarmeria.

Da agência AFP

kap-grd/meb/zm/tt