Jornal do Brasil

Internacional

Grande operação policial internacional atinge máfia calabresa

Jornal do Brasil

Cerca de 90 pessoas, pertencentes à "Ndrangheta", a máfia calabresa, foram presas na manhã desta quarta-feira (5) em uma grande operação policial na Europa e na América Latina - informou a polícia italiana.

Os detidos são acusados de "crimes graves, entre eles formação de quadrilha e tráfico internacional de narcóticos e associação mafiosa", afirmou a polícia italiana em um comunicado.

Considerados membros importantes da máfia calabresa, com ramificações no restante da Europa e na América Latina, os acusados atuaram principalmente na Calábria, no sul da Itália, segundo a polícia.

Entre os detidos, está Settimo Mineo, considerado o novo chefe da Cosa Nostra e sucessor do famoso chefão Toto Riina, que morreu no ano passado na prisão.

A operação foi coordenada pela Direção Nacional Antimáfia e Antiterrorismo da Itália, com a colaboração da Polícia e da Justiça alemã, belga e holandesa.

A "Ndrangheta" está presente na Europa, em todo o continente americano, na África e na Ásia, o que a torna a única organização da Máfia presente em praticamente todo o planeta, explicou recentemente Nicola Grattera, magistrado especializado na luta contra a máfia.

A "Ndrangheta", cujo nome de origem grega significa "coragem", alcançou maior poder que as máfias siciliana e napolitana, graças ao tráfico de cocaína na América Latina.

Baseada em uma estrutura familiar, está localizada principalmente na Calábria, mas também tem uma grande influência no norte da Itália.

 

fio/alm/eb/zm/cn/tt