Jornal do Brasil

Internacional

Alasca é sacudido por forte terremoto

Jornal do Brasil

Um terremoto de 7 graus de magnitude abalou nesta sexta-feira o sul do Alasca, gerando pânico, destruição e feridos em Anchorage, a principal cidade deste estado dos EUA.

"Quando aconteceu houve muito barulho. Estava claro que era algo muito mais forte do que é comum por aqui", declarou o prefeito de Anchorage, Ethan Berkowitz, à CNN.

Vários feridos, sendo um em estado grave, foram atendidos em diversos hospitais com lesões causadas por vidros quebrados e queda de objetos, segundo a imprensa americana.

A polícia informou "importantes danos em infraestruturas" desta cidade de 300 mil habitantes.

"Numerosas residências e prédios foram danificados. Numerosas pontes e estradas estão obstruídas. Não peguem as estradas se puderem evitá-lo", recomendou mais cedo a polícia de Anchorage, que posteriormente anunciou a reabertura de várias vias.

Segundo a agência geológica americana USGS, o epicentro do terremoto foi situado apenas 13 km ao norte de Anchorage, às 08H29 local (15H29 Brasília), a 41 km de profundidade.

O terremoto foi seguido por vários abalos secundários.

As autoridades emitiram um alerta de tsunami que foi rapidamente suspenso.

O presidente Donald Trump aprovou o estado de emergência para o Alasca e decretou uma ajuda do estado federal.

Imagens divulgadas nas redes sociais e nos canais de TV mostraram ruas afundadas e prédios com fissuras, enquanto no Twitter numerosos habitantes publicaram fotos do interior de supermercados com produtos no chão.

A ex-governadora do Alasca Sarah Palin escreveu no Twitter que sua "família está bem", mas "sua casa, não".

Os serviços de emergência temiam especialmente acidentes e incêndios provocados por linhas elétricas caídas e canos de gás rompidos.

"Estamos preocupados com a eletricidade. Estamos no inverno, está frio, escuro", disse à rede de televisão CBS Lisa Murkowski, senadora do Alasca, no Congresso em Washington.

Até o final da tarde, ao menos 10 mil clientes permaneciam sem eletricidade em Anchorage.