Jornal do Brasil

Internacional

Repórter fotográfico detido na região chinesa de Xinjiang

Jornal do Brasil

O repórter fotográfico chinês Lu Guang, vencedor de vários prêmios no exterior, foi detido na região muçulmana de Xinjiang e está desaparecido, anunciou sua esposa.

Xu Xiaoli, que se encontra no Estados Unidos, explicou por telefone à AFP que não tem notícias do fotógrafo desde 3 de novembro, quando ele viajava como turista em Xinjiang.

Esta região está sob estrita vigilância policial e, de acordo com várias organizações, as autoridades chinesas criaram uma rede de campos de internação para lutar contra o islamismo.

Pequim, no entanto, afirma que os locais são centros de formação profissional.

Lu Guang, conhecido por suas reportagens sobre o desrespeito ao meio ambiente na China, tem visto de residente nos Estados Unidos, de acordo com sua esposa.

rwm/lth/bar/jg/pc/ra/fp