EUA e Coreia do Sul reduzirão exercícios militartes conjuntos, diz Mattis

Estados Unidos e Coreia do Sul reduzirão o exercício militar conjunto programado para o primeiro semestre de 2019 para facilitar as negociações nucleares com a Coreia do Norte, disse nesta quarta-feira o secretário de Defesa americano, Jim Mattis.

A operação Foal Eagle "está sendo reorganizada um pouco a um nível que não seja prejudicial para a diplomacia", disse Mattis, acrescentando que o exercício militar terá um alcance "reduzido".

As forças americanas e sul-coreanas treinaram juntas por anos, e ensaiaram desde desembarques nas praias até uma invasão no norte.

Os insultos pessoais e as ameaças de guerra entre o presidente dos Estados Unidos Donald Trump e o líder norte-coreano, Kim Jong Un, foram substituídos no ano passado por uma rápida aproximação diplomática entre Washington e Pyongyang.

O desgelo culminou em junho com uma cúpula histórica em Singapura e desde então Estados Unidos e Coreia do Sul suspenderam a maioria de seus exercícios militares conjuntos.