Diretor da ONU para Meio Ambiente renuncia em meio a críticas

O diretor da ONU para o Meio Ambiente, Erik Solheim, renunciou ao cargo nesta terça-feira por causa de questionamentos derivados de uma auditoria que determinou gastos excessivos em suas viagens, informaram funcionários do organismo.

Solheim, ex-ministro do Meio Ambiente da Noruega, estava à frente do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, com sede em Nairobi (Quênia), desde junho de 2016.

Uma auditoria interna do organismo descobriu que Solheim havia gastado quase 500.000 dólares em viagens e que realizou gastos injustificados em um momento em que o organismo mundial está lutando contra a redução de seu orçamento.

Além disso, suas frequentes viagens geraram acusações de que ele demonstrava pouca consideração pelo meio ambiente e se esforçava pouco, pessoalmente, para reduzir as emissões de carbono geradas com seus traslados de avião.

A renúncia de Solheim acontece pouco antes das importantes negociações que começarão na Polônia em 2 de dezembro sobre a implementação do acordo climático de Paris.

Está previsto um anúncio formal da ONU sobre a saída de Solheim.

cml/sst/llu/rsr/cc