Jornal do Brasil

Internacional

Roma inicia demolição de 8 casas de mafiosos do Casamonica

O ministro Matteo Salvini e a prefeita Virginia Raggi acompanharam a operação

Jornal do Brasil

A polícia de Roma confiscou nesta terça-feira (20) oito moradias construídas ilegalmente pelo clã mafioso mais famoso da cidade italiana, Casamonica, e deu início ao processo de demolição dos imóveis. A operação foi acompanhada pelo ministro do Interior, Matteo Salvini, e pela prefeita da "cidade eterna", Virginia Raggi, que publicou um vídeo em suas redes sociais mostrando o momento em que a polícia fez a invasão. "Hoje é um dia histórico para a cidade de Roma e os romanos. Nós vamos pôr fim a anos de ilegalidade e enviar um sinal forte ao crime e ao clã Casamonica, derrubando oito casas ilegais nos subúrbios", escreveu.
Segundo Raggi, "sua administração está comprometida" com a operação, que foi planejada durante 10 meses. Ao todo, pelo menos "600 homens da polícia local" foram mobilizados. Cerca de 30 membros da família Casamonica foram afetados. Alguns deixaram as mansões de carro e outros a pé. As autoridades informaram que eles violaram as leis de construção de Roma.
No vídeo publicado pela prefeita, é possível ver o interior das casas, que são equipadas com objetos de luxo e afrescos no teto.
A polícia romana também achou drogas no interior dos imóveis.
O clã Casamonica é considerado o "mais potente" da cidade e possui um patrimônio milionário. O grupo é acusado de atuar no sistema político, através de fraudes e corrupção com o dinheiro público, além de ser o responsável pelo tráfico de drogas da região.