Panamá inaugura centro de distribuição regional de ajuda humanitária

O Panamá inaugurou nesta segunda-feira (19), em uma antiga base americana, o primeiro centro logístico da América Latina para a distribuição rápida de ajuda humanitária em caso de desastres, em um momento em que aumenta o pedido de ajuda devido aos efeitos das mudanças climáticas.

"A construção deste hub (centro) é uma mensagem de que estamos dispostos a pôr nossa capacidade logística, nossas rotas marítimas e nossas rotas aéreas à disposição do mundo diante de qualquer situação que impacte a região", disse o presidente panamenho, Juan Carlos Varela, durante a inauguração.

"Será de grande ajuda ante desastres naturais ou outras emergências que possam afetar a população" para que "a ajuda chegue com transparência e de forma eficaz às pessoas afetadas", acrescentou o presidente.

O Centro Logístico Regional de Assistência Humanitária (CLRAH), localizado na antiga base militar americana de Howard, a oeste da capital panamenha, ocupa uma área de 6,12 hectares.

Ao lado do aeroporto internacional Panamá Pacífico, conta com um edifício administrativo e três armazéns com uma capacidade total de 12.000 metros quadrados e câmaras frigoríficas.

O custo do projeto, financiado pelo governo panamenho, é de aproximadamente 21 milhões de dólares.

Os usuários deste centro serão o Depósito de Resposta Humanitária das Nações Unidas (UNHRD), a Federação Internacional da Cruz Vermelha e o Crescente Vermelho e o Sistema Nacional de Proteção Civil do Panamá (Sinaproc).

"Este é um grande projeto para nós" porque poderemos "responder rapidamente" aos desastres naturais, afirmou Bekim Mahmuti, coordenador do UNHRD.

O centro panamenho se soma ao de Accra, no Kotoka International Airport, em Gana; Brindisi, na Itália; a Cidade Humanitária Internacional, em Dubai; o Centro de Kuala Lumpur, na Malásia, e o Centro de Las Palmas, na Espanha.

jjr/dg/mvv