Milhares de pessoas deixam suas casas após nova erupção de vulcão na Guatemala

Em junho, o mesmo evento provocou 194 mortes

Quase 4.000 pessoas abandonaram suas casas nesta segunda-feira, 19, após uma nova erupção do Vulcão de Fogo, perto da capital da Guatemala, o que levou as autoridades a declarar alerta vermelho na região. Em junho, a erupção deste vulcão provocou 194 mortes.

O alerta foi declarado no município de Escuintla depois que o vulcão iniciou no domingo a quinta fase eruptiva do ano, com lavas e colunas de cinzas, informou a Coordenadoria Nacional para a Redução de Desastres (Conred).

De acordo com a Conred, foram evacuadas 3.925 pessoas, 3.419 delas de vilarejos do departamento (província) de Escuintla, onde já foram habilitados três abrigos para os quais foram transferidos 2 mil moradores. Além disso, a erupção já afeta as rotinas de 76.145 pessoas.

Macaque in the trees
Erupção do vulcão na Guatemala (Foto: CARLOS ALONZO / AFP)

A Conred informou, no entanto, que 300 famílias que residem no vilarejo de Chuchú, em Escuintla, não quiseram deixar seus lares apesar da convocação das autoridades.

Os apelos de retirada provisória afetam 10 comunidades dos Departamentos mencionados, próximas do vulcão de 3.763 metros de altura e que fica 35 km ao sudoeste da Cidade da Guatemala.

O vulcão gera fluxos piroclásticos e uma coluna de cinzas que alcança os 5.200 metros de altitude, enquanto o material incandescente chega a mil metros sobre a cratera do vulcão, explicou o Instituto Nacional de Sismologia, Vulcanologia, Meteorologia e Hidrologia (Insivumeh) da Guatemala.

O Vulcão de Fogo iniciou no domingo o quinto ciclo eruptivo do ano. A quarta fase eruptiva do vulcão de Fogo foi registrada entre 6 e 9 de novembro, sem vítimas nem danos.

No último 3 de junho o vulcão teve uma potente erupção que provocou uma avalanche de material ardente que devastou a comunidade San Miguel Los Lotes, deixando 194 mortos, 234 desaparecidos e afetando mais de 1,71 milhão de pessoas.

Junto com o Vulcão de Fogo, também permanecem ativos na Guatemala os vulcões Pacaya, 20 km ao sul da capital, e o Santiaguito, 117 km ao oeste, que aumentaram sua atividade mas sem entrar em fase eruptiva. (COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS)