Jornal do Brasil

Internacional

Grécia celebra aniversário da revolta contra a junta militar

Jornal do Brasil

Pelo menos 12.000 gregos se manifestaram em Atenas neste sábado (17) para comemorar o 45º aniversário de uma revolta estudantil contra a ditadura dos coronéis, segundo a polícia.

A manifestação ocorreu em meio a fortes medidas de segurança, com a mobilização de mais de 5.000 agentes, drones e um helicóptero da polícia sobrevoando a praça central de Syntagma, que se tornou um campo de batalha em manifestações anteriores.

Alguns manifestantes levantaram cartazes com slogans denunciando o fascismo, o imperialismo, a Otan, as guerras estrangeiras dos EUA e a austeridade.

Um total de 7.500 pessoas também se manifestaram na segunda maior cidade da Grécia, Tessalônica.

Pelo menos 24 pessoas morreram durante a repressão militar de 1973 contra a revolta estudantil no Politécnico de Atenas. Em geral, considera-se que o movimento quebrou o controle da Junta no poder e contribuiu para a restauração da democracia.

Nos últimos anos, os manifestantes usaram o aniversário para se opor às severas medidas de austeridade impostas à Grécia por seus credores internacionais após a crise financeira global.

str-kan/har/sag/pa/ap/db