Governo francês critica a falta de 'decência elementar' de Trump

O porta-voz do governo francês lamentou nesta quarta-feira a falta de "decência elementar" do presidente americano Donald Trump, autor na véspera de uma série de tuítes críticos à França, coincidindo com o terceiro aniversário de um massacre jihadista em Paris.

"Ontem, em 13 de novembro, recordamos o assassinato de 130 cidadãos em Paris e Saint-Denis, então vou responder em inglês: um pouco de + decência elementar + teria sido desejável", afirmou Benjamin Griveaux ao final do Conselho de Ministros.

Após seu retorno de Paris, aonde ele foi para recordar o centenário do fim da guerra de 1914-18, Trump atacou a França e seu presidente Emmanuel Macron, ridicularizando sua "popularidade muito fraca".

Em uma série de tuítes agressivos, o presidente americano criticou a proposta de seu colega francês de criar um exército europeu.

Em uma referência nada diplomática à ocupação nazista da França até a libertação pelos Aliados, Trump afirmou que então "os franceses começaram a aprender alemão até os Estados Unidos chegarem".

O próprio Macron não reagiu diretamente às mensagens de Trump, mas em entrevista à CNN no domingo o presidente francês afirmou "que a diplomacia não é feita com tuítes, e sim com conversas bilaterais", recordou Griveaux.

jri-jk/el/cb/me/mb/cn