Jornal do Brasil

Internacional

Combates na cidade iemenita de Hodeida provocam 149 mortes

Jornal do Brasil

Ao menos 149 pessoas (110 combatentes rebeldes, 32 pró-governo e sete civis) morreram nas últimas 24 horas em combates pelo controle da cidade portuária de Hodeida, oeste do Iêmen, anunciaram fontes médicas.

Os rebeldes huthis, apoiados pelo Irã, resistem em alguns bairros da cidade ante a ofensiva das forças governistas, apoiaras pela Arábia Saudita.

Uma fonte da coalizão que luta contra os rebeldes indicou que os huthis evitaram uma ofensiva das forças pró-governo em direção ao porto.

A coalizão executou ataques aéreos contra os rebeldes, de acordo com fontes militares.

Durante a noite vários corpos carbonizados foram levados para o hospital militar Al-Alfi, controlado pelos rebeldes desde 2014, informaram fontes do estabelecimento.

Hodeida, cidade iemenita às margens do Mar Vermelho, tem importância estratégica porque é o ponto de entrada de 75% das importações e da ajuda humanitária internacional para o país em guerra.

A ofensiva em Hodeida das forças pró-governo começou em junho, mas ganhou força no dia 1 de novembro e deixou até o momento pelo menos 592 mortos (460 combatentes rebeldes, 125 pró-governo e sete civis), segundo fontes militares e médicas.

bur-faw/ny/ras/mer/pc/fp