Jornal do Brasil

Internacional

Papa Francisco: governo desonesto costuma difamar adversários

Jornal do Brasil

Durante missa celebrada na Casa Santa Marta, no Vaticano, nesta quinta-feira (8), o papa Francisco alertou que "quando um governo não é honesto procura sujar seus oponentes com calúnias e difamação".
"Quando um governo não é honesto, procura sujar os adversários com a murmuração. Que seja difamação, calúnia, procura sempre", disse Francisco.
Na homilia, o Pontífice também reforçou como os governos ditatoriais são feitos. "Primeiro, toma os meios de comunicação com uma lei e de lá começa a murmurar, a menosprezar todos aqueles que são um perigo para o governo", explicou.
Segundo o Papa, "o murmúrio é o nosso pão cotidiano no âmbito pessoal, familiar, paroquial, diocesano, social e até político".
"Trata-se de um subterfugio para não olhar a realidade, para não permitir que pensemos", acrescentou. "Quanto se murmura nas paróquias?", questionou o líder da Igreja Católica, evidenciando que se há "um testemunho que eu não gosto ou uma pessoa que eu não gosto, logo se desencadeia a falação".
Por fim, Francisco pediu para os fiéis mudarem este "pecado da fofoca diária, tanto a pequena como a grande", e, em vez disso, "procurar resolver uma situação de conflito" com diálogo.