Jornal do Brasil

Internacional

Condenado por ligação com a máfia faz reféns na Itália

Francesco Amato sequestrou cinco pessoas em agência de correios

Jornal do Brasil

Um condenado no maior processo contra a máfia 'ndrangheta no norte da Itália sequestrou cinco funcionários em uma agência de correios na cidade de Reggio Emilia, na Emília-Romana, nesta segunda-feira (5).

Francesco Amato foi sentenciado no último dia 31 de outubro a 19 anos e um mês de prisão por associação mafiosa e é alvo de um mandado de captura. O homem está com uma faca de cozinha, mas não se sabe se ele carrega armas de fogo.

Até o momento, apenas uma mulher foi libertada pelo sequestrador, que ainda tem quatro reféns em seu poder. Amato pede para falar com o ministro do Interior Matteo Salvini, responsável pelas forças de segurança italianas.

O condenado tem 55 anos e é acusado de ser um dos líderes de um braço da 'ndrangheta, a máfia calabresa, na Emília-Romana. Ele foi sentenciado no processo "Aemilia", que contempla 148 réus, dos quais 125 foram condenados. Outros 19 acabaram absolvidos, e quatro tiveram seus crimes prescritos.

Um dos condenados é o ex-atacante Vincenzo Iaquinta, que pegou dois anos de prisão por guardar duas armas na casa de seu pai, que estava proibido de manter armamentos em sua residência e foi sentenciado a 19 anos de cadeia por associação mafiosa.

As penas somadas chegam a mais de 1,2 mil anos de prisão.



Tags: Itália

Recomendadas para você