Jornal do Brasil

Internacional

Ataques da coalizão contra EI na Síria matam 14 civis, diz OSDH

Jornal do Brasil

Ao menos 14 civis morreram neste sábado (3) em ataques aéreos da coalizão internacional antiextremista, liderada pelos Estados Unidos, contra o último reduto do grupo Estado Islâmico (EI) no leste da Síria, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

"Catorze civis, incluindo cinco crianças, morreram em bombardeios da coalizão contra as localidades de Hajin, Sussa e Al-Shaafa", no último reduto do EI na província de Deir Ezzor (leste), disse à AFP o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahman.

"Uma décima quinta pessoa também morreu, mas ainda não foi identificada", acrescentou, assinalando que o balanço pode aumentar por conta da gravidade de alguns feridos.

Abdel Rahman também informou que nove extremistas morreram nos ataques.

Contactada pela AFP, a coalizão não respondeu por enquanto.

Segundo o OSDH, os ataques se intensificaram durante a noite após uma tentativa do EI de arremeter contra uma base militar da coalizão em Al-Bahra, não longe dos setores apontados.

Esses ataques aéreos acontecem após as Forças Democráticas Sírias (FDS), uma aliança curdo-árabe apoiada pela coalizão internacional, anunciarem a suspensão de sua ofensiva contra os extremistas nessa região, depois de bombardeios turcos contra suas posições militares no norte da Síria.

 

bek/vl/age/pb/cb



Recomendadas para você