Jornal do Brasil

Internacional

Torre Eiffel apaga luzes em homenagem a Khashoggi

Jornal do Brasil

Considerada um dos principais monumentos do mundo, a Torre Eiffel apagou suas luzes na noite desta quinta-feira (1) em homenagem ao jornalista dissidente Jamal Khashoggi, assassinado no consulado saudita em Istambul. A cerimônia ocorreu às vésperas do "Dia Internacional pelo Fim da Impunidade dos Crimes contra Jornalistas", celebrado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

 

O desligamento simbólico da Torre Eiffel foi decidido por iniciativa da associação Repórteres sem Fronteiras (RSF), que organizou uma coletiva de imprensa no local. "Jamal Khashoggi foi morto porque queria escrever e falar livremente", disse Fabiola Badawi, jornalista e ex-colega do saudita. Segundo dados do RSF, desde o início de 2018, 77 jornalistas e colaboradores dos meios de comunicação foram assassinados. Nove em cada 10 crimes cometidos contra jornalistas permanecem impunes.



Recomendadas para você