Jornal do Brasil

Internacional

Equipe encontra mais vítimas de acidente aéreo na Indonésia

Navios e um submarino estão no mar de Java para as buscas

Jornal do Brasil

As equipes de busca e salvamento trabalharam durante a madrugada desta terça-feira (30), no mar de Java, na Indonésia, para encontrar vítimas ou sobreviventes do avião da companhia Lion Air, que caiu ontem (29) com 189 pessoas a bordo.

O Boeing 737, que tinha apenas dois meses de fabricação, caiu no mar de Java minutos depois de decolar do aeroporto de Jacarta. A aeronave tinha como destino Pangkal Pinang, cidade situada na ilha de Bangka.

A Agência Nacional de Busca e Resgate informou hoje que 10 corpos intactos foram encontrados no mar durante a operação, bem como diversos membros, que se desprenderam pela força do impacto do acidente.

Alguns navios e um submarino operado remotamente estão procurando por mais partes do casco do avião e pela caixa preta, para descobrir o que os pilotos conversaram antes da aeronave cair.

Segundo o chefe da equipe de buscas, Mohammad Syaugi, não irá demorar muito para encontrar os gravadores de voo da aeronave, já que é estima-se que o avião esteja no máximo a 30 metros de profundidade.

"Este é um momento muito difícil para nossa família. Sabemos que é muito improvável que meu primo ainda esteja vivo, mas ninguém pode fornecer qualquer certeza ou explicação", disse Leo Sihombing, que está em um centro de crise criado em Jacarta para abrigar familiares das pessoas que estavam a bordo da aeronave.

Mais de 300 pessoas, incluindo soldados, policiais e pescadores locais estão envolvidas nas buscas no mar de Java, recuperando fragmentos da aeronave e itens pessoais, como celulares, carteiras de identidade e malas de mão.

O desastre reacendeu as preocupações das autoridades mundiais sobre a segurança das companhias aérea do país asiático, que vem crescendo rapidamente nos últimos anos. Elas foram impedidas em 2007 de voar para a Europa por problemas de segurança, ainda que a permissão tenha sido concedida novamente a algumas empresas nos anos seguintes. Em junho de 2018, o veto foi completamente revogado.

Esse é o pior desastre aéreo na Indonésia desde setembro de 1997, quando a queda de um avião em Sumatra matou 234 pessoas.



Tags: Indonésia

Recomendadas para você