Jornal do Brasil

Internacional

Morre último sobrevivente de tragédia nazista em Roma

Lello Di Segni foi deportado para Auschwitz em 1943

Jornal do Brasil

Lello Di Segni, o último italiano sobrevivente da deportação ao campo de concentração de Auschwitz, ocorrida em 16 de outubro de 1943, morreu na noite desta quinta-feira (25), informou a Comunidade judaica de Roma.

Nascido em 4 de novembro de 1926, Di Segni foi um entre os 1024 judeus presos em Roma e levado para Auschwitz-Birkenau, em 1943.

Na ocasião a "cidade eterna" foi testemunha da primeira deportação de judeus do país, uma tragédia que permanece na memória coletiva de Roma pois restaram apenas 16 sobreviventes dos que foram detidos e levados aos campos de extermínio nazista da Europa. "Sua perda, além de ser uma dor para a nossa comunidade, é infelizmente um sinal de atenção e um aviso para as gerações futuras. Com ele não terá a memória histórica daqueles que sofreram o ataque em 16 de outubro e voltou para contar o conto" , disse Ruth Dureghello, presidente da Comunidade.



Recomendadas para você