Jornal do Brasil

Internacional

Erdogan anuncia visita do procurador-geral saudita a Istambul por caso Khashoggi

Jornal do Brasil

O procurador-geral da Arábia Saudita viajará no domingo a Istambul para a investigação sobre o assassinato do jornalista Jamal Khashoggi, anunciou nesta sexta-feira o presidente turco Recep Tayyip Erdogan.

"No domingo, eles (os sauditas) enviarão o procurador-geral à Turquia. Este se reunirá com nosso procurador-geral da República em Istambul", declarou Erdogan durante um discurso em Ancara.

O presidente também afirmou que as autoridades turcas têm "outros elementos" de prova sobre o assassinato cometido em 2 de outubro por agentes de Riad no consulado saudita em Istambul.

"Não é como se não tivéssemos outros elementos ou documentos. Nós temos. Amanhã é outro dia. A precipitação não serve para nada", disse Erdogan.

"Que Jamal Khashoggi foi assassinado é um fato. Mas onde está? Onde está o corpo?", questionou o chefe de Estado turco.

"Quem deu a ordem? As autoridades (sauditas) devem explicar", completou.

Erdogan afirmou que a Turquia compartilhou as "provas" com outros países, entre eles a Arábia Saudita.

"Sem apresentar os originais, compartilhamos nossas informações e documentos com aqueles que estavam interessados. Compartilhamos com a Arábia Saudita", disse.

Sobre a evolução do caso, Erdogan criticou a reação inicial de Riad, que negou o assassinato de Khashoggi e afirmou que o jornalista havia saído vivo do consulado.

"Estas declarações eram realmente ridículas. Eram declarações pueris, incompatíveis com a seriedade de um Estado", completou o presidente turco.

 

.

gkg-ezz/phv/erl/pb/fp



Recomendadas para você