Jornal do Brasil

Internacional

Comissário europeu chama de "fascista" eurodeputado italiano que pisou em suas anotações

Jornal do Brasil

O comissário europeu de Assuntos Financeiros, Pierre Moscovici, chamou de "fascista" o eurodeputado italiano que pisou em suas anotações após uma coletiva de imprensa esta semana.

"É um cretino, um provocador, um fascista. Seu gesto é grotesco", afirmou Moscovici ao canal CNews. O dirigente europeu foi questionado sobre a provocação de Angelo Ciocca, um eurodeputado do partido Liga (extrema-direita), que na terça-feira, ao final de uma entrevista coletiva, pegou as anotações Moscovici e tirou o sapato para pisar nas mesmas diante do olhar atônico do comissário, que denunciou no momento um ataque à democracia.

A Liga é o partido do vice-primeiro-ministro e ministro do Interior italiano Matteo Salvini.

"Quando começamos a usar a violência contra as instituições, quando começamos a pisar nas regras, inclusive com os sapatos, estamos diante de uma espécie de lenta guinada para o que chamamos de democracia iliberal, ou seja, a falta de respeito à liberdade de imprensa, à liberdade de justiça e das instituições políticas", afirmou.

"É realmente a política que eu detesto e são as pessoas que eu combaterei até meu último suspiro", prometeu Moscovici, ao recordar que Matteo Salvini criticou a atitude do eurodeputado.

"Não vamos mudar a Europa com provocações", disse Salvini a respeito do gesto de Ciocca.

A polêmica aconteceu na terça-feira, quando a Comissão Europeia endureceu o tom com o governo italiano, uma coalizão de partidos de extrema-direita e antissistema, ao pedir a revisão do plano orçamentário para 2019, um fato inédito na história do bloco.

arz/soe/tho/pb/erl/fp



Recomendadas para você