Jornal do Brasil

Internacional

Primeiro-ministro japonês tem recepção solene em Pequim

Jornal do Brasil

O primeiro ministro japonês Shinzo Abe passou em revista nesta sexta-feira as tropas nas proximidades da Praça Tiananmen (Paz Celestial), em Pequim, na primeira visita oficial de um chefe de Governo nipônico desde 2011 à China, em um momento de aproximação entre as potências asiáticas rivais em consequência da guerra comercial iniciada pelos Estados Unidos.

O primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, recebeu Abe diante do Palácio do Povo, perto de onde foi hasteada a bandeira japonesa. Antes de entrar no palácio para reuniões, os dois passaram em revista a guarda de honra.

A visita é parte de um longo processo de reconciliação, seis anos depois de Tóquio ter decidido "nacionalizar" ilhas disputadas por Pequim, o que provocou manifestações antijaponesas na China. O degelo começou de maneira tímida em 2014.

As relações foram reforçadas recentemente, depois que o presidente americano, Donald Trump, adotou tarifas de importação contra a China e atacou as exportações japonesas, com o objetivo alegado de reduzir o déficit comercial dos Estados Unidos.

Neste contexto, Pequim e Tóquio buscam uma forma de fortalecer a cooperação econômica. Abe viajou com uma delegação de 500 representantes de empresas japonesas que desejam aumentar sua presença no grande mercado chinês, enquanto a China tem interesse na tecnologia nipônica.



Recomendadas para você