Jornal do Brasil

Internacional

Primeiro-ministro italiano convida Putin para visita

Giuseppe Conte faz sua primeira viagem oficial a Moscou

Jornal do Brasil

Em sua primeira visita oficial à Rússia, o premier da Itália, Giuseppe Conte, convidou nesta quarta-feira (24) o presidente Vladimir Putin para viajar a Roma "o mais breve possível".
O novo governo italiano possui uma postura mais aberta em relação a Moscou, que é alvo de sanções da União Europeia por causa da anexação da Crimeia, em 2014, e dos conflitos no leste da Ucrânia. Segundo a Coldiretti, confederação dos agricultores italianos, as exportações para a Rússia em setembro caíram 24% em relação ao mesmo mês do ano passado por causa dos bloqueios.
"Espero que você possa ir à Itália o mais breve possível, você está ausente já há muito tempo. Não gostaria que o povo italiano pensasse que você não lhes dá atenção", afirmou Conte em sua chegada ao Kremlin.
O primeiro-ministro disse ter viajado à Rússia para demonstrar "disponibilidade ao diálogo" e que as sanções não podem ser um "fim", mas sim um "meio", para "resolver as divergências".
"Apesar do contexto internacional delicado, conseguimos confirmar a alta qualidade de nossas relações", declarou o premier.
Entre os temas da agenda de Conte em Moscou estão as crises na Síria e na Líbia e a possível participação italiana no projeto do "TurkStream", gasoduto que levará gás russo por meio do Mar Negro até a Turquia.
Em sua visita, o primeiro-ministro também se reuniu com o premier da Rússia, Dmitri Medvedev, que elogiou a "simpatia especial" dos italianos em relação a seu país, e depositou uma coroa de flores em um monumento em homenagem aos soldados mortos na Segunda Guerra Mundial. Conte e Putin também devem assinar diversos documentos bilaterais, incluindo um "consistente pacote de contratos comerciais", segundo o Kremlin.



Recomendadas para você