Jornal do Brasil

Internacional

Supostas bombas são enviadas para Obama e Clinton

Artefatos podem ter ligação com explosivo mandado a George Soros

Jornal do Brasil

Supostas bombas foram enviadas para endereços dos ex-presidentes dos Estados Unidos Barack Obama, em Washington, e Bill Clinton, em Nova York.

Um oficial citado pela agência "Associated Press" sob condição de anonimato disse que um "dispositivo explosivo funcional" foi encontrado na manhã desta quarta-feira (24) na caixa de correio da residência de Bill e Hillary Clinton, em Chappaqua, no estado de Nova York.

Um pacote similar teria sido enviado à casa de Obama, de acordo com a "CNN", mas acabou interceptado pelo Serviço Secreto. Outros veículos dizem que os dispositivos foram mandados para escritórios dos ex-presidentes, e não para suas residências.

Os investigadores suspeitam que os artefatos estejam ligados com a bomba achada na caixa de correio da casa do magnata húngaro-americano George Soros, também em Nova York.

O filantropo é acusado pela extrema direita de financiar movimentos e partidos de esquerda no mundo todo devido a seu apoio a causas progressistas. Tanto Obama quanto Clinton são do Partido Democrata, que tem Soros como um de seus principais doadores.



Recomendadas para você