Jornal do Brasil

Internacional

Crimeia homenageia vítimas de massacre em escola

Jornal do Brasil

Dois dias depois do ataque que deixou 20 mortos em una escola de Kerch, na Crimeia, a cidade homenageou nesta sexta-feira as vítimas do que é chamado de "Columbine russo", o mais grave massacre em um centro de ensino na história do país.

Uma cerimônia de adeus, na presença das principais autoridades da península anexada pela Rússia em 2014, aconteceu nesta sexta-feira na Praça Lenin, no centro de Kerch. Mesas cobertas com toalhas vermelhas foram posicionadas diante da estátua do líder soviético e cada uma delas tinha fotografias das vítimas.

O governador da Crimeia, Serguei Aksionov, depositou rosas vermelhas diante de cada caixão, ao lado de mais de 100 alunos da escola.

"A história recente da Crimeia será dividida em duas: antes e depois de 17 de outubro 2018", declarou Aksionov.

Um estudante abriu fogo na quarta-feira em um centro de ensino profissionalizante de Kerch. Ele matou 20 pessoas e deixou mais de 50 feridos, em sua maioria adolescentes, antes de cometer suicídio.

Das 20 pessoas mortas, nove eram menores de idade, de acordo com as autoridades.

tbm/pop/mra/me/ra/fp

 



Recomendadas para você