Jornal do Brasil

Internacional

Palestino ataca soldado israelense e é morto na Cisjordânia

Jornal do Brasil

Um palestino tentou esfaquear nesta segunda-feira um soldado israelense perto do assentamento de Ariel, no norte da Cisjordânia ocupada, e foi morto a tiros, anunciou o Exército israelense em um comunicado.

Não há detalhes disponíveis sobre a identidade do palestino morto.

O norte da Cisjordânia tem sido palco de vários ataques este mês. Dois israelenses foram mortos a tiros em 7 de outubro em uma área industrial perto de Ariel.

As forças israelenses continuam em busca do autor do ataque, identificado como um palestino de 23 anos.

Em 11 de outubro, um palestino de 19 anos feriu um reservista israelense em um cruzamento perto de Nablus, segundo o Exército. Ele foi preso no dia seguinte.

Uma palestina morreu sexta-feira em decorrência de ferimentos provocados por colonos israelenses que jogaram pedras contra o carro em que estava em Nablus.

Um porta-voz da polícia israelense confirmou que o carro foi apedrejado, sem especificar de onde partiu o ataque.

Em outubro de 2015, e durante os meses seguintes, Israel, Jerusalém e a Cisjordânia ocupada viveram uma onda de ataques contra israelenses. Os atos de violência se espaçaram consideravelmente.

Entre a Cisjordânia ocupada e Jerusalém Oriental anexada, mais de 600.000 colonos israelenses coexistem de maneira muitas vezes conflituosa com três milhões de palestinos.

lal-dms/all/ra/zm/mr



Recomendadas para você