Jornal do Brasil

Internacional

Dois ataques suicidas na Somália deixam ao menos 16 mortos

Jornal do Brasil

Pelo menos 16 pessoas morreram na Somália neste sábado (13) em ataques suicidas contra um restaurante e um café, informou a polícia.

Os suicidas irromperam em ambos os estabelecimentos na cidade de Baidoa (sudeste) e detonaram as bombas com poucos minutos de intervalo, segundo testemunhas.

Os ataques ocorreram um dia antes do aniversário do ataque com um carro-bomba que deixou 500 mortos em Mogadíscio, o maior já registrado na Somália, atribuído ao grupo islamita Al-Shabaab.

"O número de mortos confirmado nas duas explosões é de 16 e há cerca de 20 feridos, alguns gravemente. Nove pessoas morreram na primeira explosão e sete na segunda", disse Abudulahi Mohamed, alto responsável da polícia em Baidoa.

"Os estabelecimentos atacados eram frequentados por inocentes civis e, por isso, todas as vítimas são civis, e o número de mortos pode aumentar por conta dos feridos", acrescentou.

Mohamed Adam, outro alto funcionário da polícia, deu o mesmo balanço.

O grupo Al-Shabaab, filiado a Al-Qaeda, combate para tirar o governo somali, apoiado internacionalmente.

O Al-Shabaab foi expulso da capital por tropas da União Africana em 2011, mas continua controlando partes do campo e realiza ataques contra governo, militares e civis em Mogadíscio e cidades regionais.



Recomendadas para você