Israel e Síria reabrirão passagem de fronteira nas Colinas de Golã

As Nações Unidas, Israel e Síria chegaram a um acordo para reabrir a passagem de fronteira de Quneitra, nas Colinas de Golã, anunciou nesta sexta-feira o governo dos Estados Unidos, ao solicitar a israelenses e sírios que facilitem o trabalho da missão de paz da ONU na região.

"Os Estados Unidos celebram a reabertura desta passagem, que permitirá aos capacetes azuis da ONU intensificar seus esforços para prevenir as hostilidades nas Colinas de Golã", declarou a embaixadora americana nas Nações Unidas, Nikki Haley.

"Fazemos um apelo a Israel e à Síria para que permitam aos capacetes azuis da ONU todo o acesso de que necessitam, assim como as garantias de segurança".

"Paralelamente a este importante passo, todas as partes devem implementar o Acordo de 1974 e proibir qualquer presença militar na área, exceto do pessoal de manutenção da paz das Nações Unidas", disse Haley.

A Força de Observação de Separação das Nações Unidas (FNUOS) nas Colinas de Golã, também encarregada de garantir o cessar-fogo entre Israel e Síria, compreende aproximadamente mil capacetes azuis.

Israel, oficialmente em estado de guerra com a Síria, ocupa desde 1967 a maior parte das Colinas de Golã, que anexou em 1981.

A anexação jamais foi reconhecida pela comunidade internacional.

 

prh/elm/lr