Juiz peruano anula indulto a ex-presidente Fujimori

Um tribunal peruano anulou, nesta quarta-feira (3), o indulto humanitário ao ex-presidente Alberto Fujimori, concedido em dezembro pelo então presidente Pedro Pablo Kuczynski, informou o Poder Judiciário.

"O Juizado de Investigação Preparatória do Supremo Tribunal, a cargo do magistrado Hugo Nuñez Julca, declarou fundamentado um pedido da parte civil de não aplicação do indulto humanitário em favor de Alberto Fujimori", informou o Judiciário no Twitter.

Além disso, a justiça peruana afirmou que emitiu um mandado de prisão contra Fujimori, de 80 anos, que vive em Lima desde que recuperou sua liberdade em dezembro de 2017.

Macaque in the trees
ALberto Fujimori (Foto: Cris Bouroncle/ AFP Photo)

"O juiz emitiu a ordem de detenção contra o ex-presidente Fujimori para que ele seja reintegrado ao estabelecimento prisional designado pela autoridade prisional", tuitou o judiciário.

Em junho, a Corte Interamericana ordenou que o indulto a Fujimori fosse revisado por supostos erros no processo, e estabeleceu o mês de outubro como prazo para a justiça se pronunciar.

O ex-presidente que tem problemas crônicos de saúde, como hipertensão e arritmia cardíaca, recebeu um indulto humanitário em dezembro de 2017 depois de doze anos de prisão, onde cumpria uma sentença de 25 anos por crimes contra a humanidade durante seu governo (1990-2000).

 

cm/ljc/cd/mr