Jornal do Brasil

Internacional

Macron aceita renúncia de ministro do Interior

Jornal do Brasil

O presidente da França, Emmanuel Macron, aceitou formalmente nesta quarta-feira (3) a renúncia de seu ministro do Interior, Gérard Collomb.
De acordo com a imprensa local, o chefe de Estado francês confiou a tarefa de forma interina ao primeiro-ministro do país, Édouard Philippe, e em breve nomeará um sucessor. "Vivemos tempos difíceis, com ameaças no exterior e às vezes em nosso território. É nosso papel estar à altura da tarefa", disse Philippe.

Renúncia do cargo

Em entrevista ao jornal "Le Figaro", Collomb afirmou na última terça (2) que manteve sua decisão de renunciar ao cargo para se concentrar em sua candidatura a prefeito de Lyon. Na segunda (1º), Macron havia rejeitado o pedido do ministro.


O anúncio provocou críticas de líderes da oposição de direita e de esquerda, que afirmaram que Collomb, de 71 anos, deveria se concentrar em seu trabalho ao invés de se preparar para uma campanha eleitoral.
O ministro, que foi prefeito de Lyon por 16 anos, era um dos principais aliados de Macron e ocupava um dos cargos mais importantes do governo, supervisionando a luta contra o extremismo em território francês. Com popularidade em baixa, Macron teve de lidar também, no mês passado, com a renúncia do ministro de Ecologia Nicolas Hulot.



Recomendadas para você