Jornal do Brasil

Internacional

Madri critica presidente catalão após confrontos em Barcelona

Jornal do Brasil

O primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez, pediu ordem nesta terça-feira ao presidente regional da Catalunha, o independentista Quim Torra, a quem criticou por estimular os "radicais" após os distúrbios na segunda-feira à noite diante do Parlamento catalão em Barcelona.

"A política catalã tem que voltar ao Parlamento. O presidente Torra deve cumprir com suas responsabilidades e não colocar em risco a normalização política estimulando radicais ao cerdo das instituições que representam todos os catalães", escreveu Sánchez no Twitter.

"A violência não é o caminho", completou.

Militantes independentistas radicais, que tentavam entrar no Parlamento, enfrentaram a polícia regional catalã ao final de uma grande manifestação para marcar o aniversário de um ano do referendo de autodeterminação ilegal na Catalunha de 1 de outubro de 2017.

Torra, que foi vaiado por estes manifestantes e ouviu pedidos de renúncia, elogiou na segunda-feira os "amigos" dos radicais Comitês de Defesa da República (CDR), que segundo ele "fazem bem em pressionar".

mbx-mg/du/pc/fp



Recomendadas para você