Catalães fazem ato pela libertação de 'presos políticos'

Protestos bloquearam ruas de Girona e Barcelona

Centenas de milhares de pessoas foram às ruas em cidades da Catalunha para marcar um ano do plebiscito independentista convocado pela autoridade catalã.

As manifestações, organizadas pelos chamados Comitês de Defesa da República (CDR) e por movimentos estudantis, também bloquearam estações de trem e linhas ferroviárias entre as cidades de Girona e Barcelona, além de tomar as ruas de outras cidades da região.

O ato realizado no centro de Barcelona pediu a libertação dos "presos políticos" em referência às autoridades catalãs que cumprem prisão preventiva pela participação no plebiscito do ano passado e na posterior declaração de independência, que não foi reconhecida pela Justiça espanhola.

O atual presidente da autoridade catalã, Quim Torra, que participou dos atos, disse que a consulta, foi "a semente constituinte da república catalã" e incentivou os independentistas a defendê-la "até o final".