Presidente turco espera melhorar relação com Washington

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, expressou nesta segunda-feira sua esperança de que as relações com os Estados Unidos melhorem, apesar das tensões entre ambos os países por causa de um pastor americano processado na Turquia.

"Graças a Deus, esperamos poder resolver os problemas com os Estados Unidos o quanto antes e voltar a desenvolver nossas relações nos âmbitos político e econômico", destacou Erdogan em um discurso no Parlamento.

A detenção, durante um ano e meio, e depois a prisão domiciliar na Turquia do pastor Andrew Brunson, provocou uma grave crise diplomática entre esses dois países aliados, mas cujas relações se tensionaram por vários temas, sobretudo vinculados ao conflito sírio.

Washington impôs uma série de sanções à Turquia, que respondeu com medidas similares, por este caso, e ameaçou com novas medidas punitivas.

Estas sanções causaram a queda da lira turca em agosto.

O pastor enfrenta uma pena de até 35 anos de prisão por espionagem atividades "terroristas", acusações que rejeita.

A próxima audiência de seu julgamento será em 12 de outubro.

fo/ezz/sg/age/mb/cc/ll