Seis países pedem ao TPI que investigue o presidente da Venezuela por crimes contra a humanidade

Os líderes da Argentina, Canadá, Chile, Colômbia, Paraguai e Peru enviaram uma carta ao promotor do Tribunal Penal Internacional nesta quarta-feira pedindo que se investigue o governo venezuelano de Nicolás Maduro por crimes contra a humanidade.

Na Venezuela, há sérias denúncias de "prisões arbitrárias, assassinatos, execuções extrajudiciais, tortura, abuso sexual, estupro, ataques flagrantes contra o devido processo legal", inclusive contra menores, afirmou o ministro das Relações Exteriores da Argentina, Jorge Faurie, ao relatar o caso.

lbc/cd/cn