Jornal do Brasil

Internacional

Ex-dirigente das Maldivas é libertado uma semana após as eleições

Jornal do Brasil

A Justiça das Maldivas anunciou neste domingo a libertação sob fiança do ex-presidente Maumoon Abdul Gayoom, irmão do atual presidente, Abdulla Yameen, que perdeu as eleições presidenciais de 23 de setembro.

Gayoom, que dirigiu o pequeno Estado do Oceano Índico por 30 anos, entre 1978 e 2008, foi derrotado na primeira eleição multipartidária, e estava preso desde fevereiro, acusado de ter impedido uma investigação sobre uma suposta tentativa de derrubada de Yameen.

A Alta Corte de Justiça em Male, capital do arquipélago de 340 mil habitantes, anunciou a libertação de Gayoom, 80, e de seu filho Faris Maumoon. Outro dissidente, Qasim Ibrahim, também foi libertado sob fiança.

O presidente eleito, Ibrahim Mohamed Solih, havia pedido a libertação de todos os presos políticos após a sua vitória surpreendente, obtida com o apoio de todos os partidos de oposição, entre eles o de Gayoom

 

aj/aph/bds/lpt/pb/lb



Recomendadas para você